Mínimo 2 caracteres para a pesquisa!
09/12/2014
MUDAR TAMANHO DO TEXTO
A Trindade Divina (Pb. Luis Filipe R. Minks)

A TRINDADE DIVINA
Certo dia alguém disse que explicar a trindade é a mesma coisa que explicar física nuclear para uma criança de seis anos, ou seja, é impossível o ser humano entender completamente o mistério da trindade divina, é algo que está acima da nossa compreensão, muitas religiões não acreditam no mistério de um Deus único que consiste em três, o judaísmo é um exemplo disso, a religião judaica chama a trindade de prática politeísta (crença em vários deuses). A trindade ensina que Deus é trino e uno ao mesmo tempo, ou seja, são três pessoas mas um único Deus, semelhante ao que acontece com Jesus que era homem com limitações e tentações mas não deixava de ser Deus todo poderoso, o principal motivo de muitas religiões e ensinos não acreditarem no mistério da trindade é que a palavra trindade não aparece na Bíblia, lembrando que isso não significa absolutamente nada pois a Bíblia não menciona as palavras livre-arbítrio e onisciência, mas nem por isso Deus deixa de ser onisciente. A palavra trindade surge no fim do século II com Teófilo de Antioquia onde se refere ao termo grego “trias” para se referir ao mistério de um só Deus em três pessoas, já no inicio do século III Tertuliano se torna conhecido por defender o mistério da trindade dizendo que é loucura demais para o ser humano inventar uma teoria dessas então ela definitivamente foi revelada através das Escrituras Sagradas pelo próprio Deus. São vários os ensinamentos falsos sobre esse assunto, um dos mais famosos iniciou no século IV quando um sacerdote do Norte da África por nome Ário começou a ensinar que somente o Pai é eterno e o Filho era a primeira e mais importante criatura criada por Deus, porém o Filho não era Deus, essa foi sem duvida a heresia que mais deu trabalho para os pais da igreja, o Concilio de Nicéia em 325 foi convocado pelo imperador Constantino e condenou o arianismo, em 381 no Concilio de Constantinopla também rejeitou esse ensino. A Bíblia nem sempre é clara, costumo dizer que a Bíblia prova o que nós bem quisermos se não estudarmos ela corretamente, e quando estudamos ela corretamente, ou seja, toda ela sem criarmos uma doutrina a partir de um versículo isolado vamos ver que a Bíblia ensina e prova o mistério da trindade, o primeiro acontecimento interessante sobre esse assunto é quando Deus diz “façamos o homem a nossa imagem e semelhança”, não precisamos ser especialistas na língua portuguesa para sabermos que “façamos” é plural ou seja Deus Pai estava conversando com alguém, alguns dizem que Deus falava com anjos, mas isso não bate pois o homem não é imagem e semelhança dos anjos, e os anjos não fizeram parte da criação mas sim foram criados por Deus, aqui entendemos que existe uma dualidade, quando Deus confundiu as línguas também vemos a palavra “desçamos”, também no plural. Porém no Novo Testamento vemos que Deus não é uma dualidade e sim uma trindade, quando Jesus foi batizado no Jordão vamos ver o Filho sendo batizado, o Espírito e o Pai presentes ali também, (depois vou citar mais ocasiões abaixo) porém para encerrar cito o versículo que de todos na Bíblia é o que prova a veracidade do ensinamento sobre a trindade está em I João 5:7,8 “Por que três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito, e estes três são um”. Vemos aqui que João não se deteve a explicar muito sobre a trindade mas apenas afirmou que existem três e os três são um, termino dizendo se João que andou com Jesus, viu Jesus face a face, reclinou a cabeça no ombro de Cristo não soube explicar o mistério da trindade quem somos então para tentarmos explicar? É um assunto bastante amplo impossível de analisarmos tudo nesse artigo, mas espero que essas palavras sirvam para sua edificação espiritual, Deus te abençoe.
Evidências da Trindade na Bíblia
1- A grande comissão Mt 28:19
2- Batismo de Jesus Mt 3:16, 17
3- Benção Apostólica II Co 13:13

Luis Filipe Rotta Minks
Soli Deo Gloria

© - Ideia Good - Soluções para Internet